25ª Festa de Folia de Reis de Alto Belo
Janeiro de 2007 - São José de Alto Belo - MG

Valmir chegou em Alto Belo logo depois do Natal. Essa foi a segunda vez que lá ficou, acompanhando a Folia de Reis na condição de fura-saco. Fura-saco, na linguagem local, são as pessoas que acompanham a Folia, comem e bebem do que é oferecido pelos devotos e dançam lundu nos intervalos.

Telefonava para contar os percalços: contava da chuva tão esperada nessa época do ano e do pipocar de verde e flor no cerrado. Contava dos pequenos vilarejos visitados pela Folia, sempre recebida com fogos de artifício, muita comida e pequi: licor de pequi, óleo de pequi, arroz com pequi...
Hospedado na casa de Teo Azevedo, acompanhado pelo maranhense Toni Sombra, Valmir pedia que eu fosse pra festa. E que festa essa! Seria a 25ª Festa de Folia de Reis de Alto Belo, de 12 a 15 de janeiro de 2007.

E lá fui eu, 14 horas de ônibus de São Paulo a Bocaiúva. Chegando em Bocaiúva, não há dúvida da direção a tomar: é só perguntar onde é a terra do Teo Azevedo. Segundo o Téo, até os cachorros sabem onde é.

São José de Alto Belo localiza-se no norte de Minas Gerais, no município de Bocaiúva. Região de cerrado, encravada entre o vale do Jequitinhonha e do São Francisco, recebe anualmente centenas de visitantes que participam da tradicional Festa de Folia de Reis.

Quem organiza a festa é a Associação Folclórica da cidade. Trabalho é que não falta para o pessoal: organizar as brincadeiras, montar o palco, ver onde os visitantes e artistas iriam se hospedar. Não há pousada ou hotel. O jeito é ficar na casa dos moradores, que abrem suas portas para bem receber.

E não é que dá certo? Na casa em que estávamos hospedados, chegou um ou outro visitante uns dois dias antes da festa. No dia, a coisa esquentou: chegaram 5, chegaram mais 6, chegaram outros 7 e todos couberam e se ajeitaram na casa.

Pela cidade, centenas de pessoas esperavam o início dos festejos!

Téo Azevedo capitaneava as atrações. No entardecer, luzes do palco acesas para receber os artistas: Adão da Viola, Mococa, Lady Laura, Fatel, Jackson Antunes, Marimbondo do Chapéu, Rodrigo Azevedo, Sinval da Gameleira e o Trio Pequizeiro, Chico dos Bonecos, Charles Boaventura, Arnaldo Ligeirinho, Levi Ramiro, Barnabé, Donizete Juvino e mais, muitos outros mais.

Três noites de atração do entardecer ao amanhecer.

Comer por ali foi um prazer: no pequeno comércio de Alto Belo e na barraca do Mazinho (integrante da Folia de Reis) o arroz com pequi era uma certeza.

Durante o dia era outra história! De manhã, entre um café e outro, comentários das apresentações, pequenos passeios pelos arredores, visitas às casas.

Um pouco mais tarde, a parte mais animada: vai começar a corrida!

E corrida de quê?

Corrida de fasto, corrida com cavalinho de pau, corrida de galinha, de cachorro, de jegue!

Galeria de fotos:
carregando...
fale conosco início voltar voltar